Diálogos DC

Conteúdo: Humanidade precisa se unir pela solução

Humanidade precisa se unir pela solução

Guilherme Abreu, Gerente Geral de Meio Ambiente da Arcelor Mittal, fala sobre aquecimento global, mudanças climáticas e energias renováveis, na edição 17 (2018) do Diálogos DC - Clima & Eficiência Energética.

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

O gerente-geral de Meio Ambiente da ArcelorMittal, Guilherme Abreu, também concordou com a provocação vinda da plateia sobre a necessidade do protagonismo das indústrias, mas lembrou que quando o assunto é especificamente sobre a emissão de gás carbônico, o assunto é mais complexo, pois demandam soluções que mudam a estrutura da sociedade.

“Emissão de gás carbônico não pode ser comprado com um poluente ordinário porque ele gera efeito global e não local. Além disso, não é um problema que é resolvido com a instalação de um equipamento de controle: depende da adoção de tecnologia disruptiva, que impacta na vida das pessoas porque nossa economia é baseada em carbono. O que quero dizer é, sim, a indústria tem que ser protagonista e agente de mudança, mas é importante entender que a forma de tratar a questão do gás carbônico é diferente dos demais problemas ambientais”, analisou.

“Por lá fala-se de carros elétricos, de uma mudança total de padrão de mobilidade, não se pensa mais em propriedade de veículos no curto prazo. Essa é uma das grandes revoluções energéticas que vamos ter e precisamos nos atentar porque esse é um tema que ainda não foi trabalhado exaustivamente no Brasil”, destacou.

Por Thaíne Belissa – Diário do Comércio | 2018

Inscreva-se em nossa Newsletter

Receba todas as nossas novidades

Comece a se destacar no mercado

Conecte-se com o mundo dos negócios mineiros!